Um poço de lama. Alguns grãos de desejos. Um oásis de esperança. Um deserto de desespero.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Será mesmo a morte a única coisa inevitável?


“A morte é inevitável”
Disse outra vez certo companheiro

A simplicidade das conclusões
A relatividade do pensamento
Gostaria de ver você evitar nossa existência
de aniquilar nossas vontades
de esquecer o futuro e só viver para o presente
para não ter medo do medo
que defronte aos nossos olhos
zombam de nossos rasos pensamentos

E de quantas drogas serão precisas
para concretizar esse seu projeto?
Esquecer a rotina
Tentar enganar o desejo...

Que tal escrevermos uma receita
sobre a conveniência de nos aceitarmos
para não digladiar num campo desonesto
que só nos traz tormentos?

As justificavas que criamos
As respostas que inventamos
Tudo para dizer quem somos
Mas tão pouca coisa falta
para sabermos que não somos nada

Valorizamos nossos medos
Fazemos o que deve ser feito
Entrementes, quem nos dirá o que deve ser certo?

Mas independentemente das reflexões,
sempre me reencontro comigo mesmo
de uma viagem que nunca realizei
batendo sempre na mesma conclusão
que o que eu nunca consegui mesmo
foi evitar meu pens
amento

3 comentários:

Joelton Duarte disse...

Atentar ao inevitável, às reflexões suscetíveis à reprovação, ao cumprimento de projetos extraordinários, ao esforço hercúleo mediante às provações cotidianas...
Tantos empreendimentos, tantas justificativas forjadas, tanta conveniência...Tudo em função de um futuro improvável, incerto, alheio aos nossos verdadeiros anseios, entretanto aposto e gostaria que de fato houvesse manuais e tratados de relações interpessoais, só assim não precisaríamos a todo momento vestirmos nossas armaduras e embanhar as nossas espadas degladiando um outro que desconheço e que me recuso a entender;sendo assim prescindível reflexões, pensamentos,drogas...
E assim a concretutide do maior projeto que se intitula vida, seria evitar enganar o desejo...
Mesmo assim ainda aposto nos manuais!

mariana disse...

(...) ainda aposto nos manuais! [2]

Montarroyos disse...

Já queimei meus manuais.........