Um poço de lama. Alguns grãos de desejos. Um oásis de esperança. Um deserto de desespero.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Um Recado


E eu sou a o motivo de suas poesias
Só por mim
E o que você vai fazer agora?
Recados rasos, planos, incolores
Não diz nada
É o coloquial
Todos dizem o mesmo
Sentem esse lixo
Você não será mais a mesma
Seu mundo tão grande, tão pequeno
Sua música, sem tempo
Ausência de ritmo
de sentimento
Não humana,
sua vergonha
Decrescente,
palavras secas,
sem prática,
Teóricas
Que merda é essa que você me apresenta?
Que sensibilidade é essa que você tem?
Que recessão você criou?


6 comentários:

Lella disse...

Que sensibilidade é essa que você tem?

Carlos L. R. disse...

"Sua música, sem tempo
Ausência de ritmo
de sentimento"

legal.
o/

Montarroyos disse...

Sensibilidade imaginada...

fingida...

sofrida...

fabricada...

Anônimo disse...

Recados surtem mais efeito quando entregues pessoalmente.
Anônimo.

Montarroyos disse...

Assim como existem poesias para serem declamadas, lidas ou mesmo rasgadas, existem recados que nao devem se chegar diretamente ao conhecimento do destinatário...

Anônimo disse...

E como surtirá algum efeito?
E como agir mediante a tal situação?
Às vezes uma simples atitude muda vidas,quem sabe seja isso que esteja faltando. (Tantas noites de espera)

Anônimo.