Um poço de lama. Alguns grãos de desejos. Um oásis de esperança. Um deserto de desespero.

sábado, 24 de abril de 2010

Para tudo e com todos: uma criança




Diz-se, por aí, que
partir com as botas limpas
é mais honroso que as deixar sujas
É o vento das mudanças que chega 
e com quase nada nos deixa
de nossas velhas esperanças
Venha e sussurre em meu ouvido:
"Sinto o que deveria sentir"
"Por nós, vale a pena sofrer"
Chegue mais perto e note
o sentimento perturbado
de nossa jornada
do desembarque
Não quero apenas fotografias
Como antigos amigos,
sem facas no coração,
quero que venha e revele apenas
quanto devemos por cada quinhão
E eu queria mesmo que você estivesse aqui
mas como muito custa olhar para o passado
Mais uma vez, uma criança
que, no vai e vem do tempo,
que nunca pára,
que nunca estanca,
lança mão do seu futuro,
de suas histórias,
de suas lembranças

3 comentários:

Joelton Duarte disse...

Virgílio,
Acredite,por mais sombrio que seja o passado, por mais intrigante que seja o presente não se "lança mão do seu futuro" isso se ele é a única coisa que te dá esperança e te faz querer seguir, por mais incerto que seja!Se "Por nós, vale a pena sofrer" nunca saberemos, só os riscos que se deve correr!Pena que nem todos fazem a escolha certa, alguns covardes, inclusive, sequer fazem escolha alguma, simplesmente desistem. "No meio do caminho sempre haverá uma pedra".
Siga e sinta o que sempre deveste sentir
Te cuida!
SUCESSO!!!
Joelton Duarte

maria isabel disse...

Amor
nada acontece por acaso...
é com os obstáculos que lutamos, crescemos, vencemos e as vezes perdermos..
que o passado só guarde lembranças boas, pois eles não dá força para nada, exceto que queiramos fazer diferente..pois a vida é uma escolha.
Temos que ir a luta, se não der certo , paciência, ao menos tentamos...
um grande beijo de sua mãe que te ama.
que Deus continue a te abençoar.
isabel

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.